Irmãos Campana: móveis brasileiros com liberdade criativa

Trabalhando com a ressignificação de materiais, eles são referência máxima em design de mobiliário brasileiro

O que acontece ao reunir um advogado e um arquiteto em um mesmo projeto profissional? No caso dos irmãos Fernando e Humberto Campana, a combinação inusitada resultou em uma parceria de sucesso que já dura mais de 30 anos. Buscando sempre retratar a identidade cultural brasileira, a dupla se consolidou no cenário nacional e internacional como referência no design, ao transformarem peças ordinárias do cotidiano em algo extraordinário e não-convencional.

O trabalho dos Irmãos Campana se caracteriza pelo estilo inovador, pela exploração da liberdade criativa e diferentes possibilidades na fabricação de móveis, por meio da combinação de materiais cotidianos, como plástico, papelão, metais, cordas, fibras de algodão, tijolo e borracha, e técnicas simples. Desta forma, têm conseguido o feito de transformar artigos sem valor aparente em peças exclusivas, lúdicas e arrojadas.

Um pouco de história

Há exatamente 30 anos, em 1989, eles criaram o Estúdio Campana e, desde o início, o trabalho foi baseado em técnicas ancestrais de artesanato e elementos da cultura brasileira. Formas exuberantes, mistura de texturas e a combinação de referências estruturam as criações, que atualmente também estão presentes em esculturas, cerâmicas, instalações, cenografia, design de interiores e paisagismo.

O sucesso da dupla é tamanho que eles possuem obras em diversos locais do mundo, como o MOMA, em Nova York, e o Musée d’Orsay, em Paris, além de diversas galerias especializadas. Sem falar nos inúmeros prêmios recebidos ao longo da carreira.

Sustentabilidade

De acordo com Fernando, em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, a marca em sustentabilidade que os acompanha não foi proposital. “Trabalhávamos com o que tínhamos em mãos, era o próprio design da escassez. A gente não tinha capital nem uma empresa que investisse numa ferramenta de injeção de plástico, então usamos o plástico bolha. O que, afinal, traduziu melhor”, lembra.

Ao revisitar a trajetória dos Irmãos Campana, nos damos conta de que, com criatividade e paciência, é possível transformar materiais do nosso cotidiano. Não se trata aqui de encontrar a próxima celebridade mundial do design, mas queremos propor uma reflexão e um olhar para o consumo de forma consciente.

Será que o descarte do antigo e a compra de um novo produto é sempre a melhor solução? Ainda mais nos dias de hoje, com inúmeros tutoriais na internet com ideias incríveis de “faça você mesmo” para ressignificar objetos. E você, já se aventurou em alguma atividade do tipo por aí?

Cadeira Favela – 1991

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Inscreva-se na nossa newsletter e receba atualizações de novos conteúdos!